Projeto Ouvir atende 990 crianças em 2014

ouvirO Projeto Ouvir fez triagem auditiva em 990 crianças, todas matriculadas no primeiro ano das Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEF) do município da Atibaia, visando a levantar possíveis distúrbios de audição e garantir o direito à educação das pessoas com alguma deficiência auditiva.
Além disso, o projeto objetiva fornecer subsídio para o desenvolvimento de ações estratégicas da Secretaria de Educação municipal no suporte e acompanhamento dos alunos com alguma deficiência auditiva. Além do encaminhamento médico para diagnóstico e tratamento das crianças que apresentarem resultado alterado na triagem, possibilitando um desenvolvimento psíquico e intelectual normal para elas.

Audição

A audição exerce papel fundamental nas etapas do desenvolvimento da criança, seja garantindo informações que favoreçam a aquisição da linguagem oral, seja assegurando a integridade do desenvolvimento escolar, alem de preservar aspectos sociais e psíquicos da criança.
A estreita relação entre audição e aquisição da linguagem é peculiar ao ser humano. Quanto mais pobre for a estimulação da audição, menor e menos efetiva será a aquisição da linguagem. Essa relação existente entre audição e desenvolvimento da linguagem torna o diagnóstico precoce das causas de deficiência auditiva extremamente importante.
Prevenir a perda auditiva é uma forma de proteger e impedir que a criança sofra os efeitos funestos provocados pela falta de estimulação auditiva sobre a função da linguagem. Cerca de 50% das perdas auditivas poderiam ser evitadas ou suas seqüelas diminuídas, se ocorressem precocemente medidas de identificação, diagnóstico e reabilitação.
Atualmente, é realizado o “Teste da Orelhinha”, a triagem auditiva neonatal, que é realizada nos dias que se seguem ao nascimento. Esta triagem é realizada em todos os serviços de Berçário do nosso município, mas em alguns serviços isso só foi iniciado há cerca de 3 anos.
O projeto foi elaborado pela ONG Consciência Solidária para ser desenvolvido em parceria com a Secretaria de Educação do município de Atibaia, por se tratar de uma triagem e não de “tratamento para a deficiência auditiva”.

Anos anteriores

Em 2011, dos 1.581 alunos matriculados, 34 apresentaram com algum tipo de alteração auditiva. Em 2012, dos 1.421 alunos matriculados, 76 apresentaram algum tipo de alteração auditiva. E em 2013, dos 900 alunos matriculados, 25 apresentaram algum tipo de alteração auditiva.
A finalidade da triagem audiológica, sempre em crianças do 1º ano do ensino fundamental, neste ano e nos anos seguintes é para que se possa abranger toda a população em idade escolar nesta avaliação no período de 4 anos, a contar de 2011.


0 Comentários

Trackbacks/Pingbacks

  1. Presidente encerra 2014 com agradecimento | Consciência Solidária - […] 990 alunos de 1º ano do Ensino Fundamental das Escolas Municipais triados pelo Projeto Ouvir, em convênio com a…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Google+